O tráfico humano é mais comum do que você pensa, não caia em falsas ofertas de emprego

Interpol resgatou 350 pessoas, mas há cerca de 21 milhões de vítimas do tráfico de seres humanos no mundo

O tráfico humano é mais comum do que você pensa, não caia em falsas ofertas de emprego

Leer en español: La trata de personas es más común de lo que cree, no caiga en falsas ofertas de empleo

Cerca de 350 vítimas de tráfico de seres humanos foram resgatados em uma operação organizada pela Interpol na América do Sul e Caribe. O tráfico de pessoas move mais dinheiro do contrabando de petróleo, a mineração ilegal, o tráfico de animais selvagens ou de contrabando. Isso significa que ele não é apenas um negócio extremamente lucrativo, mas muitas pessoas são vítimas desse crime. Enquanto 350 pode parecer um número considerável de pessoas, soamente é o 0,01% da população estimada que é vítima de tráfico de seres humanos em todo o mundo.

Read in english: Human trafficking is more common than you think, do not fall for false offers of employment

Então, foram 15 ou 2, o resgate dessas pessoas é uma grande conquista nos direitos humanos. Em adição, há coisas particulares sobre as pessoas que fazem difícil combater esta forma de crime organizado. Conforme explicado pela Interpol, algumas vítimas não reconhecem a sua situação, porque eles recebem mais dinheiro do que eles ganhariam em suas cidades natais, o que torna difícil para reunir provas e processar casos de suspeita de tráfico. Outras vítimas são simplesmente manipulado e intimidados por fornecer informações falsas às autoridades.

Desta vez, eles foram resgatados vítimas no Brasil, Venezuela e várias ilhas no Caribe, mas o tráfico de pessoas é um dos mercados criminais que estão crescendo mais rápido, de acordo com a Global Financial Integrity (GFI), uma organização que analisa os fluxos de dinheiro ilegal, e nenhum país está imune. "Com milhares [de pessoas] buscando a atravessar fronteiras em busca de trabalho, os traficantes se dirigem aos mais desesperados e vulneráveis da sociedade com promessas de uma melhor vida", disse a agência na declaração oficial sobre Operação Liberdade .

Os traficantes usam ofertas de emprego atraente para enganar suas vítimas. Quando uma oferta parece boa demais para ser verdade, provavelmente é. Se oferecem para você US $ 1.500 por semana para trabalhar em um bar no Estados Unidos, seis horas por dia e dois dias de folga, acho que existem centenas, se não milhares de pessoas que poderiam contratar para o trabalho e por menos dinheiro. Do curso, os criminosos vão fazer uma descrição muito mais elaborado e convincente, mas manter a perspectiva e avaliar as coisas com cuidado.

Se você ve ofertas em redes sociais ou páginas de emprego, verifique os dados de contacto da empresa. Ele preferível suspeitar de publicidades sem um endereço, um e-mail institucional ou um site onde verificar informações. Também ser cauteloso de quem pede fotos ou vídeos como parte da aplicação. Assim o trabalho tem a ver com publicidade, modelagem ou qualquer coisa semelhante, enviar fotos para estranhos é uma má idéia.

No geral, se offrecem para você um trabalho em outra cidade ou outro país e prometem para pagar todas as despesas de viagem, é melhor suspeitar. Os traficantes são claramente interessado em levar a pessoa para o local de trabalho, mas uma vez que a vítima está em um local desconhecido é mais vulnerável e muito mais se não fala a língua, como aconteceu com muitos.

Claro, a ideia não é ser paranóico, mas não fere para ser cauteloso com essas coisas. As ofertas de emprego fraudulentas abundam e o melhor que eles logram podería ser simplesmente desperdiçar seu tempo, mas é também maiores riscos e milhões de vítimas de tráfico.

 

Latin American Post | Paula Bautista

Traduzido de "La trata de personas es más común de lo que cree, no caiga en falsas ofertas de empleo"

We use cookies to improve our website. By continuing to use this website, you are giving consent to cookies being used. More details…